Enquanto juntamos retalhinhos...ouvimos doces melodias...

domingo, 30 de setembro de 2012

A gente encontra no café, no meio da tarde.
No nascer do sol, anunciando mais um dia onde podemos fazer tudo ser mais bonito. No sorriso de um filho quando acorda. Na oração antes de dormir.
A gente encontra na caminhada no fim do dia, no olhar de um moço na rua...
Nos pés cansados de dançar. No livro preferido + coca-cola e chocolate.
Na animação em 3D, no e-mail daquela pessoa. Na comida da avó, no colo da mãe, na voz do pai contando histórias da juventude.
A gente encontra nas horas de conversa ao telefone com as amigas, no tempo jogado fora na internet, na poesia mais linda, que parece ter sido feita pra gente. A gente encontra em todo lugar, quando se permite enxergar.

Porque a paz cabe nos menores lugares, nos grandes momentos pequenos e anda de mãos dadas com a simplicidade. 


(Karla Tabalipa)

sábado, 29 de setembro de 2012


Ela tinha mania de tapar os ouvidos e cantarolar uma canção qualquer, pra não ouvir o mundo dizendo que não ia dar certo.
Ela dormia conversando com as estrelas, e buscando inspiração na capacidade que elas tem de brilhar em meio aquela escuridão sem fim.
E antes de pegar no sono, ela escolhia um momento feliz pro dia seguinte, porque sabia que no amanhã havia mais de uma estrada pra seguir, e suas atitudes decidiriam seu rumo.
(Plantar pensamento positivo, pra colher felicidade.)
Era uma certeza. E todos os dias, a menina crescia por fora, e ainda sim, continuava a ser criança. Não perdia a grandeza que só os pequeninos tem, de acreditar nas pessoas e suas boas intenções. Se agarrava a fé que a infância lhe deu de presente e conquistava, todos os dias, um pedacinho de felicidade, um punhado de paz, e uma gratidão de quem sabe o valor de viver.

Se a gente colhe o que planta, coloca um sorriso no rosto, que logo ele brota na alma.



(Karla Tabalipa)

sexta-feira, 28 de setembro de 2012

"A beleza que tanto buscamos está no nosso interior.
Não há roupa, nem penteado que embeleze a falta de caráter.
Vivemos em um mundo preocupado com o exterior, onde tudo tem que haver uma retribuição, até no amor, espera-se "recompensa".
Nas brigas de casais, amigos ou familiares, quase sempre ouvimos queixas do tipo: - depois de tudo o que eu te fiz!
Verdadeiras cobranças infundadas, cheias de mágoa e ressentimento, frutos das atitudes exteriores que praticamos.
Esperamos demais sem oferecer tanto assim.
Alma querida!
Antes que o sol se ponha novamente, aprenda: - o que vale é o que vai dentro de você!
Faça tudo com serenidade, mantenha-se de bem com você.
Faça o seu melhor, não espere nada dos outros, você mesmo deve olhar para o que fez e sentir-se bem.
Ainda que venham críticas, desaforos, mal-agradecimentos, nada disso vai te afetar, porque você sabe que fez o melhor.
Vista a alma com bons pensamentos, perfume-a com boas ações.
Penteie as emoções com o bem, seja uma pessoa linda no seu interior, e brilhe pelo encanto de refletir na sua face, a própria face de Deus.
Aquilo que somos é o nosso mundo!"


(Paulo Roberto Gaefke)

Pessoa felizes são pessoas bonitas...!

quinta-feira, 27 de setembro de 2012

Não pode...

"Não se pode ser infeliz, não se pode morrer em vida, não se pode desistir de amar, de criar. Não se pode: é pecado, é proibido. Não é possível adiar a vida."

(Caio Fernando Abreu)

quarta-feira, 26 de setembro de 2012

Esse Mundo de Faz de conta

"Se o mundo fosse uma brincadeira de faz-de-conta,
faríamos de conta que tudo é sempre bonito.
E mesmo se o mundo não é um grande
livro de contos de fadas, estamos sempre querendo fazer de conta.
Fazemos de conta que somos felizes;
que o amor não acabou, que ainda existe desejo.
Tentamos nos convencer que todas as decisões que tomamos no passado foram acertadas.
Talvez por medo de termos que confessar que em algum lugar da nossa vida, falhamos.
É difícil ter de admitir que nos enganamos de caminho.
Mas o mais difícil é pensar que vamos decepcionar outros.
Apesar de tudo, o que os outros vão pensar pesa muito nas nossas vidas.
Assim vamos fazendo de conta que está tudo bem.
E chega um dia onde não encontramos mais saída.
E a gente chora...
chora na encruzilhada onde se encontra,
chora no labirinto da vida,
onde não queremos nem ir à frente e nem voltar atrás,
mas sabemos que teremos que achar o caminho de qualquer jeito.
E lamentamos o não saber o que fazer.
Nos sentimos perdidos mesmo quando queremos
fazer de conta que não.
Pensamos que seria melhor fingir que não existe problema nenhum; ou que podemos passar uma borracha e recomeçar tudo; ou então nos dizemos que bom mesmo seria voltar à infância inocente, sem esses "problemas de adultos" e até ir dormir mais cedo para que amanhã chegue logo.
Porque agora, às vezes desejamos que nunca chegue...
Mas somos adultos, mesmo se nosso "eu" criança se sente perdido.
Somos adultos e donos da nossa vida, das nossas vontades, embora intimamente sintamos a necessidade de pedir que alguém decida por nós para
nos livrar do peso da responsabilidade da escolha.
É preciso enfrentar a realidade, mesmo que doa;
é preciso ter a coragem de tomar uma decisão e fazer escolhas, mesmo se daqui a dez anos vamos perceber que nos enganamos de caminho.
Se enganar não é pecado; pecado é se saber enganado e continuar no mesmo trilho.
É uma ofensa ao próprio eu.
Dê a você mesmo a oportunidade de ser feliz,
sendo quem é, como é.
Saia do marasmo do dia-a-dia que mata e construa
algo sólido onde se apoiar.
A vida não espera por nós e não é por fingir que o tempo não passa que os relógios vão parar.
Chorar é bom e pode aliviar as tensões, mas nunca resolveu problema nenhum.
Enxugue então suas lágrimas para que tenha uma
visão mais clara do que é sua vida.
Tire a máscara do faz-de-conta e viva de cara lavada,
mesmo se no momento não for o melhor que você tenha para apresentar ao mundo.
Com o tempo você vai aprender que tudo fica mais fácil e você se sentirá aliviado.
Não se pergunte o que vai fazer depois: aprenda com seus erros e dê o melhor de si.
Dê a você mesmo uma chance de ser feliz, porque  ninguém vai fazer isso por você."

(Letícia Thompson)

terça-feira, 25 de setembro de 2012

"Eu sei que por algum tempo vou seguir oscilante entre a razão e o desejo. Algumas decisões são tomadas com o coração inquieto e o pensamento tomado por muitas coisas que aconteceram e que acontecem, tudo misturado. Sei também que o tempo vai ser meu amigo para essas coisas da vida. Com coragem eu sigo, nessa velocidade que eu não temo, nem mesmo de ousar ser feliz."

                                (Fernando Pessoa)

segunda-feira, 24 de setembro de 2012

"Uma hora ou outra, o destino se ajeita, as coisas se acertam, o passado é esquecido, as dores cicatrizam. Quem tem que ficar, fica. O que é verdadeiro permanece, e o que não é, some. Não tenha pressa, não guarde mágoas, não queira pouco. Sempre queira o melhor.Espera na sua.Aprenda a ser paciente.
 Aprenda a ouvir uma boa música quando a tristeza bater. Aprenda a ignorar o que te faz mal. Aprenda, sobretudo, a ter fé. Fé de que, por mais difícil que seja, o universo sempre irá conspirar a seu favor."
 
 
Uma semana maravilhosa para todos!!!!

domingo, 23 de setembro de 2012

"Nem sempre vai ser como a gente havia planejado. Nem sempre. Às vezes será ainda MELHOR. Não perca a fé. Quando o mundo parecer injusto e esquisito, agradeça a oportunidade por estar VIVA nele. E recomece ... Recomece. Recomece! Tente de novo e de novo. Se for pra ser seu, o universo entrega numa bandeja pra você."

(Elenita Rodrigues)

sábado, 22 de setembro de 2012


"Sou resultado desses amigos que tenho e do que recebo diariamente de afago, cuidando e demonstrações de afeto. É disso que sou feita: de um bocado de tanto de amor. Sou resultado desses encontros, dessa magia que é meu cotidiano. Gente que
presta atenção naquilo que não conhece porque abraça a novidade com a sabedoria de quem nunca vai querer parar de aprender: da teoria intelectual mais complexa à maneira mais criativa de improvisar um cinzeiro. Eu sou essa gente que se dói inteira porque não vive só na superfície das coisas. E que, por conviver mais profundamente com as angústias, são os primeiros a experimentar o êxtase de um dia de sol ou chuva, de qualquer coisa aparente simples. Gente que sabe viver com a simplicidade é a coisa mais complexa que existe ... e a mais sábia!"

        (Marla de Queiroz)

sexta-feira, 21 de setembro de 2012

"O sol está dentro de cada um. Sorrir e acreditar em si é o caminho para alcançar a luz e o brilho que irradia da própria existência e acalenta a crença em nós mesmos. Acreditemos no próprio sol, ele mora no "eu" e ilumina o tudo e o todo. A gargalhada é o sol que varre o inverno do rosto humano."

                 (Victor Hugo)

quinta-feira, 20 de setembro de 2012

A Tal Felicidade...

"A felicidade é um susto. Chega na calada da noite, na fala do dia, no improviso das horas. Chega sem chegar, insinua mais que propõe... Felicidade é animal arisco. Tem que ser admirada à distância porque não aceita a jaula que preparamos para ela. Vê-la solta e livre no campo, correndo com sua velocidade tão elegante é uma sublime forma de possuí-la ."
                       (Fábio de Melo)

quarta-feira, 19 de setembro de 2012

"Pessoas sonham por liberdade, mas aprisionam pássaros.
Pessoas sonham por igualdade, mas alimentam diferenças.
Pessoas sonham por pacificidade, mas criam guerras.
Só sonhar não adianta nada se não temos ação.
Entramos em contradição.
Deus nos deu o dom do pensamento.
Pratique o bem para evitar o sofrimento.
Faça a mudança do nosso mundo, começando a mudar seu interior.
Encontre seus defeitos para corrigí-los.
Seja maduro corrigindo seus erros; a maturidade se alcança com humildade.
Você precisa domar seu egoísmo.
No jardim da mente plante a bondade; deseje o bem para ser abençoado, e do céu cairá frutos da felicidade.
A luz que cura está na consciência.
Se você pode refletir será capaz de mudar; pensar em mudar é o primeiro passo.
A mudança não acontecerá em um só dia, a mudança não dependerá de uma só pessoa; precisamos de todos os dias e de todas as pessoas.
Se imortalizar é ter filhos, faça um mundo melhor para eles. Com amor, ensine as crianças que somos todos iguais e com fins diferentes.
Todos os seres têm sua finalidade; sempre respeite a todos para que possamos viver em harmonia.
Em algum lugar não distante alguém precisa da sua mão.
Você pode salvar vidas.
O milagre está no seu coração; mantenha acesa a vela da esperança."
Com fé faça essa mudança.


(Padre Marcelo Rossi)

terça-feira, 18 de setembro de 2012

Amar ao próximo...

Como demonstrar amor ao próximo?


Ás vezes, marcamos uma data e vamos visitar um asilo.


Preocupamo-nos em levar coisas para os idosos: doces, frutas, guloseimas.


E vamos distribuindo, de mão em mão, meio às pressas.


De outras vezes, deixamos de ir porque dizemos não ter dinheiro para comprar algo para levar.


Como chegar de mãos vazias?


Nem pensamos que, para aquelas pessoas solitárias, quase sempre esquecidas dos familiares, o mais importante é alguém se dar.


Isto significa segurar suas mãos, levar uma tesourinha e cortar suas unhas e lixá-las.


Tomar de um pente e escova e fazer um penteado diferente.


Amar o próximo é servi-lo onde se encontra, na circunstância que se apresente.


Ceder o lugar no ônibus é sinal de urbanidade.


Mas, convidar o idoso, deficiente ou a mãe com o bebê ao colo a se sentar, com um sorriso nos lábios e uma frase sugestiva, como: "sente-se aqui." "Ficará mais confortável." é amor ao próximo.


Amar ao próximo é fazer a alegria de alguém, por mais insignificante que ela possa parecer.


É ter olhos de ver a necessidade embutida nos olhos tristes.


É ter ouvidos de ouvir os soluços afogados na garganta e os pedidos jamais expressos.


Amar ao próximo é simplesmente ter a capacidade de olhar um pouco além de si mesmo.


(Padre Marcelo Rossi)

segunda-feira, 17 de setembro de 2012

Os Milagres

"Através do nosso Amor, a gente nem percebe, mas pequenos milagres acontecem a toda hora.


O estímulo de uma palavra amiga, a cumplicidade de um sorriso, a sutileza de um gesto...


Essas são pequenas coisas que podem mudar o nosso dia e a nossa vida.


E sem sentir, a gente também acaba fazendo milagres por aí também.


Sabe aquele conselho, aquele toque no amigo que precisa de ajuda?


Pois é, parece bobagem, mas a gente pode transformar o humor de alguém com um simples carinho.


E quantas vezes nós mesmos não experimentamos pequenos milagres?


O elogio inesperado de um colega no trabalho.


O telefonema do filho que está longe.


O resultado feliz de um exame de saúde.


O doce bom na sobremesa.


A folga para ir à praia.


O caminho sem engarrafamento.


Pequenos milagres são porções de alegria que a gente vai ganhando ou doando todos os dias.


São pedacinhos de cor que enfeitam a alma.


São trechos de música que acalmam o coração.


Por menores que sejam os resultados, por mais anônimos que sejam os sucessos...


Os pequenos milagres existem e precisam acontecer."


(Padre Marcelo Rossi)
Então,vamos começar a semana bem,um gesto pequeno...que para alguém,naquele momento,pode fazer toda a diferença,é um milagre,pensem nisto.
Uma semana linda para todos!

domingo, 16 de setembro de 2012

Sobre o Amor

"De almas sinceras a união sincera
Nada há que impeça: amor não é amor
Se quando encontra obstáculos se altera,
Ou se vacila ao mínimo temor.
Amor é um marco eterno, dominante,
Que encara a tempestade com bravura;
É astro que norteia a vela errante,
Cujo valor se ignora, lá na altura.
Amor não teme o tempo, muito embora
Seu alfange não poupe a mocidade;
Amor não se transforma de hora em hora,
Antes se afirma para a eternidade.
Se isso é falso, e que é falso alguém provou,
Eu não sou poeta, e ninguém nunca amou."


(William Shakespeare)

sábado, 15 de setembro de 2012

"Há certas horas, em que não precisamos de um Amor...
Não precisamos da paixão desmedida...
Não queremos beijo na boca...
E nem corpos a se encontrar na maciez de uma cama...


Há certas horas, que só queremos a mão no ombro, o abraço apertado ou mesmo o estar ali, quietinho, ao lado...
Sem nada dizer..."


(William Shakespeare)

sexta-feira, 14 de setembro de 2012

Banhos Energizantes

Receita de dois banhos energizantes


Renata Ashcar, autora do livro Banho: História e Rituais, dá a receita de dois banhos que harmonizam as energias.

Banho relaxante
A lavanda tem propriedades sedativas e seu banho é calmante, perfeito para reduzir o estresse no final do dia. O perfume sutil ajuda a induzir o sono.
• 1 xícara (chá) de botões de lavanda ou 6 gotas do óleo essencial
• 4 xícaras de água fervida
Ferva a água, retire a chaleira do fogo e acrescente os botões ou o óleo essencial. Deixe em infusão por pelo menos 20 minutos. acrescente a infusão à água da banheira e deixe-se envolver pela sensação reconfortante e perfumada lavanda.

Banho estimulante
Nesta infusão de ervas, as propriedades estimulantes do manjericão, do alecrim e da sálvia ajudam a aliviar músculos doloridos. o aroma ativo da manjerona acalma a mente.
• 8 gotas de óleo essencial de manjerona
• 2 colheres (sopa) de óleo carreador
• 1 xícara (chá) de folhas frescas de manjericão
• 1 xícara (chá) de folhas frescas de alecrim
• 1 xícara (chá) de folhas frescas de sálvia
• 4 xícaras de água fervente

Misture o óleo essencial de manjerona com o óleo carreador. pique delicadamente as ervas para liberar os aromas, adicione-as à água fervente e deixe descansar por 20 minutos. encha a banheira, misture a infusão e o óleo à água e relaxe por 30 minutos.
(Texto retirado da REVISTA BONS FLUIDOS)

quinta-feira, 13 de setembro de 2012

Treze maneiras de se livrar do estresse

Não deixe o estresse atrapalhar sua vida.Aprenda a viver com a mente,o corpo e a alma em equilíbrio.
Dados internacionais revelam que 60% a 70% da população mundial sofrem algum nível de estresse justamente por não saberem como se defender da coleção de pequenos imprevistos, exigências, expectativas e frustrações que brotam cotidianamente.
Lidar com uma situação difícil é uma questão de adaptação, algo que precisamos aprender a fazer. Não adianta saber que há um problema, se não fazemos nada para resolvê-lo, certo? Aqui estão algumas formas de gerenciar a tensão. Você só precisa ter disciplina, e não desistir.
1. Observe 
2. Aceite a realidade do que não pode mudar                                                                               33.Reforce o cardápio 
4. Que tal uma experiência nova, como flutuar? 
5. Pratique a postura da árvore
6. Explore a aromaterapia 
7. Faça um escalda-pés em casa
8. Ouça música
9. Encontre seu ritual de recuperação 
 10. Estabeleça acordos claros
 11. Planejamento em vez de perfeccionismo
 12. Faça algo divertido
 13. Mexa-se
rapalhar sua vida.Aprenda a viver com a mente,o corpo e a alma em equilíbrio.
(Retirado da revista:Bons Fluidos)

quarta-feira, 12 de setembro de 2012

Urgente!!!

"É urgente o amor.
É urgente um barco no mar.

É urgente destruir certas palavras,
ódio, solidão e crueldade,
alguns lamentos,
muitas espadas.

É urgente inventar alegria,
multiplicar os beijos, as searas,
é urgente descobrir rosas e rios
e manhãs claras.

Cai o silêncio nos ombros e a luz
impura, até doer.
É urgente o amor, é urgente
permanecer."

(Eugénio de Andrade)

terça-feira, 11 de setembro de 2012

Emagrecimento pelo Poder Espiritual

Achei super interessante este texto falnado sobre o aumento de peso.E achei que se a gente parar para pensar um pouquinho,a gente vai ver que tudo tem um fundamento. Vou deixar o resumo aqui para que vocês leiam e tirem suas próprias conclusões:

Mesmo quando não puder determinar quando o seu problema de peso começou, você pode decifrar as convicções que seu excesso de peso está expressando ao prestar atenção ao simbolismo do excesso de peso. O nosso corpo é verdadeiramente maravilhoso e merece elogios, não importa em que condição ele se encontre! Ele não só permite a nossa experiência no plano físico; ele também nos torna conhecedores dos conselhos secretos ou declarações autoritárias que estão governando a nossa experiência, compreendendo-os literalmente e expressando-os simbolicamente através do peso.

A lista seguinte relaciona as "declarações" mais comuns que as pessoas fazem para justificar seu excesso de peso. Muitas delas estão interrelacionadas, e qualquer exemplo de excesso de peso geralmente tem múltiplos significados.

Examine honestamente a sua vida e verifique se alguma dessas declarações se aplica ao seu caso. Lembre-se de que este é um processo de investigação, não de acusação. É também um processo muito auspicioso, pois o seu corpo não terá mais que fazer essas declarações através de gordura excessiva, desde que você compreenda de fato a mensagem que ele tem tentado transmitir a você.

Quando você toma conhecimento do ponto em que o seu problema de peso começou, a "declaração" que seu excesso de peso está fazendo freqüentemente se torna óbvia. Você pode ver claramente que seu corpo compreendeu literalmente seus pensamentos, e reações subconscientes, e os tem expressado simbolicamente através do excesso de peso. Por exemplo, uma pessoa que tenha engordado muito depois de ter sido abandonada para criar sozinha seus filhos está expressando claramente o pensamento: "Eu me sinto sobrecarregada."Alguém que fica muito obeso depois de sofrer maus-tratos físicos ou emocionais está expressando o pensamento: "Preciso ter uma barreira de proteção ao meu redor."

Motivos inconscientes e justificativas mais comuns

1. Mereço ser castigado.

Como foi sugerido no Capítulo 1, essa convicção logicamente se segue ao conceito filosófico de que a matéria é má e o corpo é uma prisão — um conceito subconsciente de todos os que esqueceram o verdadeiro objetivo da encarnação física. A convicção filosófica da "malignidade" inerente a alguém é composta em muitos de nós por um sentimento psicológico de culpa, originário de circunstâncias da nossa vida. Por exemplo, dependendo da nossa situação peculiar, podemos nos sentir culpados sexualmente, culpados por magoar alguém, culpados por sobreviver a uma pessoa amada que faleceu, ou abrigar outros sentimentos de culpa e de inferioridade que subconscientemente nos motivaram a nos castigar, criando um corpo que é uma prisão.

Pessoas com grande excesso de peso frequentemente tiveram uma educação religiosa severa ou passaram por um processo de socialização que enfatizava sua "maldade". Muitas vezes, as crianças sentem que são "más" por terem cometido falhas triviais, e os sentimentos subconscientes de sua "maldade" costumam se intensificar na pré-adolescência e na adolescência, quando tomam consciência de sua sexualidade ou têm experiências sexuais. Meninas que tiveram educação puritana desenvolvem algumas vezes profunda vergonha da menstruação, e sua convicção subconsciente de que a menstruação é suja e de que deveriam ser castigadas por menstruar, frequentemente resultará em obesidade.

As crianças tendem a se culpar quando um falecimento, divórcio ou outra mudança desagradável ocorre na família. Quando o nascimento de um bebé desvia de uma criança a atenção que costumeiramente recebe da mãe, essa criança pode achar que alguma coisa errada ou desmerecedora sobre si mesma fez com que sua mãe retirasse seu afeto. Acusando a si mesmas pela perda do amor, e sentindo-se culpadas por odiar o novo bebê, crianças que tinham um peso normal muitas vezes castigarão a si mesmas e, de forma negativa, procurarão atrair a atenção engordando.

A culpa por sobreviver é outro detonador comum da obesidade. A morte precoce de um ente querido resulta frequentemente num repentino e expressivo aumento de peso da pessoa enlutada, especialmente no caso das viúvas. Além de punir a si mesmas, viúvas nessa situação também expressam com o aumento de peso a sua convicção de que a sua vida amorosa terminou para sempre e de que não existe mais motivo para continuar tentando parecer atraente.

Algumas vezes, a obesidade causada pela culpa por sobreviver não se manifesta senão muito tempo depois do trauma da perda. Por exemplo, adultos cujos pais faleceram jovens algumas vezes se tornarão obesos ao atingir a idade com que seus pais morreram, quando a culpa por viver mais tempo do que eles fica grande demais para ser "contida" num corpo de tamanho normal.

A extensão de sua obesidade pode indicar qual a extensão do castigo que você julga merecer. As pessoas extremamente gordas estão de fato aprisionadas no próprio corpo e, de muitas maneiras, vivem o estilo de vida de um prisioneiro na prisão. Como prisioneiros, pessoas obesas são limitadas quanto aos lugares a que podem ir, naquilo que podem fazer e quanto às pessoas com quem podem se relacionar. Até mesmo a escolha do que podem vestir é limitada. A maneira dos antigos prisioneiros, pessoas obesas também são compelidas a fazer trabalhos pesados, carregando para todo lugar a pesada carga do seu excesso de peso. Esse castigo que infligem a si mesmas invariavelmente se torna um círculo vicioso, já que se odeiam por serem gordas, o que se transforma em outra espora para o castigo, além dos sentimentos de culpa que originariamente criaram o problema.


2. Sou prisioneiro das circunstâncias.

Essa convicção é frequente entre pessoas cuja vida foi alterada por uma tragédia ou por um revés da sorte, ou entre pessoas que têm habitualmente vivido a experiência da falta de recursos financeiros. Como foi discutido no Capítulo 1, o corpo pode expressar a convicção da sua condição de prisioneiro transformando-se numa prisão de gordura.


3. Eu me sinto confinado.

Se você se sente assim habitualmente, seu subconsciente aceitará este sentimento como uma ordem, e o confinará da maneira da maneira mais direta que conhece, criando um corpo pesado e limitador.


4. Eu me sinto sobrecarregado.

Essa é uma avaliação comum entre pessoas que estão ligadas a empregos, família ou outras responsabilidades que lhes fazem severas exigências. O corpo tende a traduzir esse sentimento literalmente e, assim, manifesta a carga de excesso de peso. Isso ocorre comumente entre enfermeiras, assistentes sociais, no clero, e em outras profissões de ajuda.


5. Eu me sinto oprimido(por promessas ou responsabilidades).

Semelhante a "Eu me sinto sobrecarregado".


6. Assumi mais do que me cabe.

Semelhante também, mas com a dimensão adicional de achar que o que lhe coube na vida é particularmente pesado em comparação com o que o destino reservou às outras pessoas. Seu corpo "adiciona dimensão" ao tornar-se significativamente mais pesado que os outros corpos.


7. Mereço uma compensação (por uma grande perda).

Muitas pessoas se sentem assim depois da perda de um amor, de um emprego, de uma casa etc. Se você se atém a esse desejo de compensação, seu subconsciente, com sua lógica irracional mas inexorável, pode concluir que você deseja ganhar muito, e, assim, o impele a engordar. É interessante observar que a raiz da palavra "compensação" deriva do verbo latino pendere, que significa pesar.


8. Eu me sinto privado de amor.

Semelhante a "Mereço uma compensação". Sentir-se privado de amor é uma declaração/motivação subjacente a todos os casos de obesidade, especialmente da obesidade originada na infância. O amor é o alimento da psique, como a comida é o alimento do corpo. Quando a psique se sente privada de amor, o corpo chama a atenção para esse sentimento de privação comendo em demasia.


9. Não quero perder mais nada.

Também semelhante a "Mereço uma compensação", essa declaração subconsciente pode levar a problemas de peso particularmente persistentes que se seguem à perda de amor, de segurança ou de outras fontes de felicidade. Seu corpo expressa o desejo secreto de não perder mais nada, ganhando peso e mantendo-o teimosamente.


10. Estou farto.

Se você se sente farto de sua vida em geral ou de uma determinada situação, sua mente subconsciente o impelirá a expressar esse sentimento, fazendo com que você coma até se fartar.


11. Eu me sinto bloqueado.

As pessoas costumam sentir-se assim quando estão numa situação que sabem que deve mudar, porém não vêem como fazê-lo. Se esse é um sentimento habitual, o corpo irá expressá-lo ao bloquear a bioenergia que, de outra forma, circularia livre e equilibradamente pelo corpo. O excesso de peso cresce onde a energia está bloqueada.


12. Não estou livre para seguir adiante.

Semelhante a "Eu me Sinto Bloqueado". O sentimento subconsciente de não ser livre para seguir em frente surge muitas vezes quando sentimos que temos um problema não resolvido no passado. Conversas importantes que nunca foram mantidas, emoções nunca expressadas ou uma sensação generalizada de falta no término de um relacionamento do passado podem dar origem ao sentimento de que você não está livre para prosseguir com a sua vida. Seu corpo reagirá a esse sentimento não permitindo que sua bioenergia circule livremente.


13. Minha vida não está indo para lugar nenhum.

Também semelhante a "Eu me sinto bloqueado". Essa convicção, associada a sentimentos de tédio e de falta de expectativa, geralmente é a causa daqueles nove quilos a mais que se recusam a arredar pé, apesar de todos os seus esforços em seguir a dieta.


14. Eu me sinto imobilizado.

Esse sentimento representa um caso extremo de "se sentir bloqueado", e conduz a problemas de obesidade sérios. Ocorre frequentemente quando alguém fica deprimido por um acontecimento desastroso em sua vida.


15. Não sairei daqui.

Apegar-se à raiva ou ao ressentimento, insistir rigidamente em suas opiniões, apegar-se ao passado ou outras formas de intransigência mental ou emocional, pode resultar em peso excessivo e, se não for tratado, à eventual incapacidade de se mover livremente.


16. Eu não vou deixar passar.

Se você não deixar passar ou não desistir de seus velhos ressentimentos, da raiva, amargura e culpa, e de outras emoções negativas, seu corpo não perderá o excesso de peso. Seu corpo é o reflexo fiel da sua psique e só pode agir de modo compatível com suas atitudes secretas.


17. Estou cheio de emoções represadas.

Emoções são energias. Se suas emoções são represadas constantemente em vez de liberadas adequadamente, sua energia vital ou bioenergia não poderá circular de forma apropriada. O resultado será a produção de gordura, que pode ser definida como excesso armazenado ou energia represada.

18. Agora eu estou fora de circulação.

Esta avaliação de si mesmo pode estar agindo se você engordou muito desde o seu casamento. Você pode estar sentindo que está fora de circulação se acredita que seu casamento o está reprimindo em vez de aumentar a sua alegria de viver. As pessoas também podem sentir que estão fora de circulação porque a vida caiu na rotina. Sempre reagindo aos seus pensamentos e ansioso para expressá-los, seu corpo pode reduzir a velocidade da circulação de sua bioenergia e, em consequência, produzir gordura.


19. Agora a minha vida amorosa acabou.

Uma variante de "Estou fora de circulação". Muitas pessoas mantêm essa convicção por verem a si mesmas como privadas, muito desiludidas, envelhecidas ou insuficientemente desejáveis para encontrar um novo parceiro. O corpo, em conformidade com esse estado de espírito, diminui a força vital ou a circulação de bioenergia. Também, obedientemente, come demais para minimizar a possibilidade de um novo relacionamento ao criar uma barreira.


20. Eu não sou desejável.

Se você não se sente desejável, seu corpo pode responder a esse sentimento ao assumir uma silhueta não desejavel pelos padrões da nossa sociedade, seja qual for a nossa opinião sobre esses padrões. A sensação de não ser desejável cria um círculo vicioso, uma vez que produz uma barreira de gordura que torna mais difícil para você encontrar amor, e então seu sentimento original de não ser desejável é confirmado e intensificado.


21. Faço questão de ser notado.

O corpo pode responder ao desejo insistente de atenção adquirindo peso, já que o peso é algo muito visível e as pessoas sempre notam quando alguém é muito gordo. Naturalmente, a mente subconsciente e, portanto, o corpo não podem distinguir entre atenção positiva e atenção negativa. 0 desejo de atenção é subjacente em todos os problemas de excesso de peso; além de qualquer outra coisa que possa estar declarando, o excesso de peso é sempre um argumento para chamar a atenção. Quanto mais peso, maior o argumento.


22. Quero projetar o meu peso ao meu redor.

Do mesmo modo que a mais simples exigência por atenção, um desejo agressivo de ter controle sobre as outras pessoas ou de dominá-las pode freqüentemente resultar em obesidade. O corpo expressará simbolicamente o seu desejo de espalhar o seu peso ao seu redor, produzindo quantidades crescentes de peso excessivo. Dois exemplos extremos dessa reação são representados pelos estereótipos do capitalista rude e gordo e do gângster violento e gordo. Todavia, muitos de nós, que não somos nem rudes nem violentos, infelizmente também expressamos o desejo de lançar o nosso peso ao redor, tornando-nos gordos quando fracassamos em encontrar canais apropriados para a nossa agressividade.


23. Eu não sou um peso leve.

Pessoas que sentem que não são levadas a sério muitas vezes são motivadas subconscientemente a ganhar peso como expressão de sua importância. O medo da magreza (o que será discutido mais detalhadamente num capítulo posterior) muitas vezes deriva do medo subconsciente de ser visto como um "peso leve", ou melhor, como uma pessoa inexpressiva.


24.Estou aumentando de tamanho.

Um desejo subconsciente de engrandecimento de si mesmo pode ser despertado por sentimentos de inferioridade e insegurança, e pode repercutir como um peso prejudicial. O latim é mais uma vez a chave, já que aggrandize (engrandecer, em inglês) vem da palavra latina aggrandare, que significa "tornar maior". Se você deseja tornar-se maior em importância do que as outras pessoas, pode estar expressando isso simbolicamente, ficando mais pesado do que as outras pessoas.


25. Sou muito grande para o pequeno papel que me foi dado na vida.

Pessoas que não têm como dar vazão em seu meio para seus talentos ou aspirações muitas vezes abrigam esse sentimento. Se elas não tomarem providências efetivas para alargar seus horizontes, o corpo pode expressar o sentimento de ter sido apanhado num meio estreito, aumentando de tamanho.


26. Quero mais espaço.

Semelhante a "Sou muito pequeno para o papel que me foi dado na vida". Se você sente que não tem espaço suficiente para seus talentos, lugar suficiente para mover-se ou até espaço suficiente para viver, seu corpo pode expressar esse desejo por mais espaço tomando mais espaço fisicamente.


27. Tenho esperado e esperado.

Sua mente subconsciente não pode distinguir entre "aguardar" e "avolumar". Se em vez de criar experiências interessantes na sua vida você está sempre aguardando que algo aconteça, sua mente subconsciente o impelirá a expressar essa espera excessiva adquirindo excesso de peso. Isto é especialmente verdadeiro se você, bem no seu íntimo, estiver esperando que o parceiro perfeito o (a) encontre, e então sente que essa espera é interminável.


28. Eu me sinto separado de todos

Uma sensação de isolamento pode surgir em decorrência do receio de outras pessoas, receio de intimidade, sentimentos de desvalor ou a convicção de ter sido escolhido para a infelicidade ou privação. Pessoas que se sentem separadas das outras ou diferentes de qualquer outra pessoa expressarão com frequência esta sensação, separando-se das outras por uma barreira de gordura.


29. Eu não me adapto.

A obesidade resulta frequentemente da convicção de que se é intrinsecamente tão diferente das outras pessoas que simplesmente "não nos encaixamos". O número significativo de psicóticos obesos é atribuído a essa convicção. Pessoas que desde a infância têm se sentido apartadas em seu ambiente podem expressar a sensação de "não se encaixar", engordando muito de modo a não poder usar roupas de tamanho normal e, em casos extremos, não caber em móveis ou veículos de dimensões normais.


30. Existe uma barreira à minha felicidade.

Se você subconscientemente concentra sua atenção em barreiras à sua felicidade (tais como falta de dinheiro, idade ou algum detalhe de sua aparência), seu corpo expressará sua barreira consciente ao criar uma barreira de gordura.


31. Preciso de proteção.

Excesso de peso é uma barreira protetora que você coloca entre você e as outras pessoas, ou entre você e a vida em geral, porque se sente ameaçado de alguma maneira. Ansiedade no trabalho, stress financeiro, sensação de estar sendo ameaçado sexualmente, ou outras fontes de insegurança podem resultar numa necessidade de proteção sentida profundamente. Essa necessidade também surge comumente quando as pessoas sentem que seus parceiros estão perdendo o interesse por elas ou que alguma outra perda de amor esteja acontecendo. A necessidade de proteção está por trás de freqüentes ocorrências de aumento de peso depois de um grande trauma sofrido na vida. Pessoas cujas idéias foram orientadas muito dualisticamente podem concluir subconscientemente que, se um acontecimento traumático ocorreu quando elas eram magras, então a proteção estará assegurada se permanecerem gordas. Se essa conclusão não for corrigida, o subconsciente dessas pessoas resistirá vigorosamente a qualquer tentativa de perder peso.


32.Não tenho controle sobre o que acontece na minha vida.

As pessoas têm freqüentemente essa sensação depois de serem atingidas por uma tragédia, um desastre, ou um abalo emocional. Esse sentimento de incapacidade de controle pode ser expresso pela perda do controle sobre a qualidade da alimentação ou ao comer excessivamente. Dessa forma, ao permitir que seu peso fique fora de controle, você estará declarando que não foi capaz de controlar os acontecimentos da sua vida do modo como desejaria.


33. Sinto uma fome que não consigo satisfazer.

Quando as pessoas passam pela experiência de uma perda terrível, ou quando passam por intensas frustrações de criatividade ou emocionais, elas muitas vezes terão a sensação de uma fome que não conseguem satisfazer. O corpo entende essa sensação literalmente, e elas comem demais constantemente, embora estejam sempre com fome.


34. Estou insatisfeito com a minha vida.

Uma versão menor de "Sinto uma fome que não consigo satisfazer". A insatisfação muitas vezes se expressa por um mordiscar infindável.


35. Tenho algo a esconder.

Essa convicção muitas vezes é encontrada entre pré-adolescentes embaraçados com o desenvolvimento do seu corpo, adolescentes confusos a respeito de assuntos que envolvem sexo, e pessoas que se sentem culpadas por transgressões cometidas no passado, quer tenham sido sérias ou apenas aparentavam ser sérias na ocasião. Pela lógica do subconsciente, uma capa de peso excessivo é uma resposta natural na expressão da sensação de que se tem algo a esconder.


36. Tenho que esconder quem eu sou para estar em segurança.

Essa convicção subconsciente, que geralmente resulta em várias camadas protetoras de gordura, é comum entre pessoas que sofreram violência ou foram molestadas sexualmente, ou entre outras que, por várias razões, têm medo de sexo ou receiam serem notadas como pessoas sexualmente atraentes. Essa convicção também pode aparecer por receios não ligados ao sexo. Você pode ter receios profundamente arraigados de revelar a sua verdadeira natureza se você cresceu num ambiente onde teria sido molestado se se mostrasse tão espiritualizado, intelectual, poderoso ou realizado como na verdade você era. Pessoas que foram molestadas no passado também podem ter um desejo subconsciente de esconder-se sob um disfarce de gordura certo e seguro.


37. As coisas foram além do limite.

Pessoas que sentem terem sido levadas para além do limite de sua capacidade de suportar, quer por excesso de trabalho, preocupações, infortúnios, ou pelas exigências de outras pessoas, muitas vezes expressam esse sentimento comendo além do limite natural de seu apetite. Dessa forma, elas criam um corpo cuja dimensão vai além dos limites da normalidade.


38. Eu gostaria de voltar a ser novamente um bebê.

A gordura é frequente e subconscientemente equiparada à gordura dos bebês e, portanto, à condição de bebê, ou a não ter nenhuma responsabilidade. Uma criança que engorda depois do nascimento de um irmãozinho(a) está se esforçando subconscientemente para competir com o novo bebê, tornando-se novamente igual a um bebê. Meninos e meninas que engordam na adolescência muitas vezes estão expressando o desejo de voltar à segurança e inocência sentidas quando bebês. Quando engordamos na idade adulta, não importa o que estejamos expressando, estamos declarando nossa nostalgia subconsciente pelo tempo quando nada nos era exigido e todas as nossas necessidades eram satisfeitas.


39. Sou tão inofensivo quanto um bebê.

Esta é uma declaração feita principalmente, embora não exclusivamente, por homens obesos. Pessoas cuja gordura parece "macia" como a de um bebê (em oposição ao tipo de gordura do "gângster", mais dura e sólida) estão declarando que não constituem ameaça para ninguém. Essa obesidade pode ocorrer como um estratagema de sobrevivência adotado na infância em resposta a um perigo percebido particularmente, ou pode resultar da convicção de que o mundo em geral é um lugar de luta e ameaçador, e que a melhor chance de sobrevivência está numa aparência totalmente inofensiva. Ela também pode surgir da convicção subconsciente de que uma pessoa deve manter uma aparência de bebê, não ameaçadora, porque sua agressividade pode desencadear uma confusão destruidora se se deixar que aflore.


40. Estou mostrando solidariedade para com alguém que é gordo.

Se você tem problema com excesso de peso, e sua mãe, pai, tia etc. também têm, você está vivendo a experiência de uma forte identificação com esse membro da família, e está literalmente demonstrando solidariedade para com ele sendo gordo. Isso pode acontecer até mesmo se você está zangado com esse parente ou se, em nível consciente, está completamente alienado dele. A aversão é um elo tão forte quanto a atração, e ambas podem resultar em identificações que podem levar a sérios problemas de peso. Nesses casos, a gordura pode ser especialmente sólida e difícil de perder.


41. Perdi o meu senso de proporção.

Ao manifestar um peso que é desproporcional à sua altura e estrutura óssea, você vem alertando a si mesmo para o fato de ter enfatizado em demasia ou negligenciado certos aspectos da sua vida, sejam eles o emprego, um relacionamento amoroso, responsabilidades familiares etc. Atenção desproporcional ou falta de atenção a qualquer aspecto da sua vida pode resultar num tamanho desproporcional, uma vez que é uma tendência natural do corpo refletir sua perspectiva mental. Além do mais, o excesso de peso simboliza a tendência de reagir emocionalmente de forma exagerada, bem como de ver tudo fora de proporção. Emoções exageradas tendem a criar peso exagerado. Uma das razões pelas quais as pessoas perdem peso depois de começarem a meditar é que a meditação diminuiu a tendência de reagir emocionalmente de forma exagerada. Quando o senso de proporção é restabelecido emocionalmente, o corpo segue a tendência voltando às suas proporções adequadas.


42.Eu me recuso a me amoldar às suas expectativas.

Ter peso excessivo geralmente é uma declaração de rebeldia subconsciente. Em alguns casos, pessoas muito pesadas estão se rebelando contra convenções sociais, incluindo a que estabelece que mulheres devem amoldar-se a certos padrões de magreza para serem consideradas bonitas. Em outros casos, as pessoas expressam sua rebeldia contra as expectativas de membros da família em relação a elas, sejam quais forem essas expectativas. O pensamento "Eu me recuso a me adaptar" pode fazer da silhueta ou do tamanho de alguém o foco exterior e a expressão de uma atitude a secreta de rebeldia. Sentimentos fortes de rebeldia podem gerar obesidade extrema.


43. Quero ser amado pelo que eu sou, não pelo que pareço.

Esse desejo subconsciente é próprio de muitas pessoas de natureza muito romântica ou idealista. A primeira vista, esse desejo parece ser espiritualmente elevado, baseado no conhecimento da possibilidade do amor incondicional. Num exame mais profundo, todavia, pode se observar que é outro caso prejudicial de pensamento dualístico, no qual a alma e o corpo são vistos em oposição um ao outro. Como foi enfatizado no Capítulo 1, esse tipo de pensamento leva à conclusão subconsciente de que o corpo é a prisão da alma, e o corpo responde fazendo de si mesmo uma prisão de peso excessivo.


44. Minha vida é uma armadilha, minha vida não é nada estimulante.

Qualquer uma dessas convicções sobre o quanto a vida é "pesada" pode impeli-lo a ganhar peso. Pensamentos pesados geram um corpo pesado; pensamentos leves produzem um corpo de peso e proporções perfeitos. Se a sua idéia da vida é pessimista em vez de estimulante, seu corpo responderá ao seu pensamento puxando-o para baixo pelo excesso de peso.


Examine as Suas Declarações e Forme a Sua Opinião

Para compreender o significado do seu excesso de peso — isto é, o que você está expressando pelo seu peso excessivo — analise as declarações acima e anote as que se aplicam a você. Muitas dessas declarações são inter-relacionadas, e é fácil verificar como uma deriva da outra, como, por exemplo, "Eu me sinto sobrecarregado" e "Eu me sinto bloqueado".Algumas parecem contradizer-se, tais como "Eu exijo ser notado" e “Tenho algo a esconder”.

Preste atenção a todas as declarações que repercutem em você, mesmo se parecerem contraditórias. Seu excesso de peso tem múltiplos significados, pois a psique humana é muito complexa, e essa multiplicidade pode abranger até os pensamentos e sentimentos subconscientes mais contraditórios e aparentemente desvinculados.


Alguma outra declaração?

Veja também se ocorre a você alguma declaração não incluída na relação acima. Declarações adicionais podem vir à mente quando você começar a pensar sobre o seu peso e o seu corpo como uma expressão exterior simbólica de uma verdade secreta. Se sentimentos de culpa ou de vergonha aflorarem durante esse processo, agradeça a eles terem assomado à superfície, mas ordene firmemente que desapareçam. Diga-lhes "Tenho um trabalho sério a fazer, e não posso ser distraído por sentimentos negativos agora".

Quando terminar esse processo, você estará consciente das convicções e atitudes secretas que tem expressado engordando. Outras pessoas podem ter expressado essas atitudes de modo diferente; por exemplo, alguém que se sentiu sobrecarregado pode ter expressado esse sentimento desenvolvendo ombros caídos ou tendo problemas de coluna em vez de se tornar gordo. Você tem expressado seus sentimentos negativos pelo peso excessivo porque sua convicção filosófica profundamente arraigada de que o corpo é a prisão da alma fez do peso o seu foco de expressão.

Agora que você tomou conhecimento de suas verdades negativas secretas, você pode dar a elas toda a atenção que elas requerem. Você pode observá-las, pensar a seu respeito, e então decidir mudá-las ou expressá-las de forma não prejudicial. Em ambos os casos, você precisa mudar.


Seguem abaixo frases para "neutralizar" o poder das convicções internas que nos fazem aumentar o peso.

AFIRMAÇÕES BASEADAS NO PODER ESPIRITUAL

Antes de cada afirmação, indiquei entre parênteses as declarações anteriores que poderão ser substituídas pelas novas:

(Mereço ser castigado)

Rejeito totalmente a ideia de castigar a mim mesmo. Cumpro o meu destino Divino de ser bem-sucedido e feliz. Aceito o perdão de Deus e perdoo a mim mesmo e aos outros com misericórdia e benevolência. Posso fazer isso porque sou um ser espiritual. O meu corpo é uma criação divina; por isso eu valorizo o meu corpo e permito que esteja bem e completamente livre. Meu corpo está sempre bem e merece todo o louvor.

(Sou prisioneiro das circunstâncias. Eu me sinto confinado)

Eu gozo da liberdade de um filho de Deus. Sempre existe uma solução para benefício de todos os envolvidos. Aceito agora a solução perfeita.

(Eu me sinto sobrecarregado. Eu me sinto oprimido)

Eu entrego todas as responsabilidades à Força Superior. Por ter entregue todas as minhas responsabilidades à Força Superior, nada pode me oprimir. Sou leve e livre pelo poder do Divino.

(Assumi mais do que me cabe)

Porque sou um ser espiritual, a ajuda sempre está disponível para mim. Faço o que posso, e minha Fonte me concede ajuda para o resto. Agora que eu aceito a ajuda Divina, minha vida está ficando mais fácil e satisfatória. Agradeço a dádiva Divina da liberdade recém-descoberta.

(Mereço uma compensação. Não quero perder mais nada. Eu me sinto excluído)

Eu abençoo e libero o passado. Sou um ser espiritual, e todo o amor, cuidados e segurança de que necessito estão sempre ao meu alcance. Permito que a minha Fonte traga tudo aquilo de que preciso para a minha vida agora, de maneira perfeita para mim. Coisas maravilhosas estão acontecendo agora.

(Estou farto)

Sendo um ser espiritual, as mudanças são sempre possíveis para mim. Eu agora permito que minha vida mude para uma vida mais fácil e mais gratíficante. Com a ajuda Divina, recuperei a calma interior, e espero novas e maravilhosas circunstâncias na minha vida. Estou aberto a novas ideias e oportunidades.


(Eu me sinto bloqueado. Não estou livre para seguir adiante. Minha vida não está indo para lugar nenhum. Eu me sinto imobilizado. Estou fora de circulação)

Como um ser espiritual, sou parte da corrente da vida. Estou completamente aberto ao Divino fluxo de liberdade e expressão própria. Deixo que o Poder Superior circule pela minha vida agora para criar circunstâncias perfeitas. Por intermédio da Graça Divina, minha vida se aperfeiçoa em todos os aspectos.

(Não sairei daqui. Eu não vou desistir)

É tempo de desistir do passado e ansiar pelo futuro. Eu posso fazê-lo porque sou um ser espiritual com acesso infinito à ajuda Divina. Agora eu abençoo e libero o passado. Libero com segurança todas as minhas antigas emoções negativas. Estou aberto para adotar padrões novos de pensamentos pacíficos e para novas e maravilhosas experiências. Sou flexível quanto aos meus pensamentos e maleável quanto ao meu corpo. Obrigado, grande Fonte, por me colocar num novo caminho de paz, saúde e beleza.

(Estou cheio de emoções represadas)

Como um ser espiritual, sou infinitamente criativo e inventivo. Dessa forma, encontro maneiras de liberar completa e seguramente minhas emoções negativas. Estou limpo e equilibrado agora. Novos caminhos para me expressar positivamente estão surgindo na minha vida, uma vez que escolhi servir ao Divino Artista que existe dentro de mim.

(Agora a minha vida amorosa acabou. Não sou desejável)

Como ser espiritual, a minha natureza é o amor. Ao me concentrar na minha verdadeira natureza, estou atraindo muito amor para a minha vida. Não há limite para o amor no universo; amor em profusão está ao meu alcance agora, e eu o atraio para a minha vida. Pelo poder do Amor Divino, um amor maravilhoso está vindo para mim.

(Faço questão de ser notado. Quero projetar meu peso ao meu redor)

Eu posso desistir do desejo de controlar e, ainda assim, conseguir o que necessito. Sou um ser espiritual; portanto, sou digno de atenção, de poder e de respeito. Agora decido-me a viver a experiência desses sentimentos de maneira notável e como uma pessoa de peso normal. Por meio do poder do Divino dentro de mim, minhas necessidades são atendidas simplesmente e de forma não prejudicial, com total respeito pelas outras pessoas. Sou uma estrela graciosa no filme da minha vida!

(Eu não sou um peso leve)

Porque sou um ser espiritual, posso ser uma pessoa de peso normal e, ainda assim, ser poderosa. Ao chamar o Poder Divino, agora eu encontro maneiras de expressar minha inteligência e autoridade, que são benignas a todos, incluindo a mim mesmo e ao meu corpo. Eu reconheço o meu valor e recebo cada vez mais respeito e reconhecimento das outras pessoas. Obrigado, Grande Criador, por trazer a mim a vitrina perfeita para os meus talentos agora.

(Estou aumentando de tamanho. Sou muito grande para o pequeno papel que me foi dado na vida. Quero mais espaço)

Eu desisto da necessidade de dominar e deixo ao Poder Divino a influência total. Ao cooperar com o Poder Divino, tenho agora todo o espaço e lugar de que necessito para me expressar perfeitamente. Recebo o reconhecimento e a valorização das outras pessoas de forma benéfica a todos. Oportunidades magníficas são minhas agora.

(Tenho esperado e esperado)

Parei de esperar e comecei a criar. Peço a ajuda de Deus para criar meu corpo e a minha vida para que seja intensa, livre e jubilosa. Grandes coisas estão acontecendo agora. Posso perder peso!

(Eu me sinto separado de todos. Eu não me adapto)

Como filho de Deus, reconheço a minha ligação com cada um e com tudo. Agora eu quero me juntar à corrente da vida. Com a ajuda da Graça Divina, eu me decidi a viver a experiência da felicidade, da realização e do sentimento de pertencer a algo. Onde quer que eu esteja será o lugar certo para mim. Agora eu faço parte da corrente principal, e isso é maravilhoso.

(Existe uma barreira à minha felicidade)

Eu sou um filho de Deus e, portanto, suficientemente bom para merecer a felicidade. Coopero ao mesmo tempo em que a Graça Divina dissolve quaisquer barreiras à minha felicidade. Reconheço que a minha felicidade não depende de nenhuma pessoa ou acontecimento; ela pode decorrer de mil maneiras diferentes, de acordo com a bondade e criatividade da Divina Providência. Agora eu estou aberto para receber a felicidade, e espero o futuro ansiosamente. Que todos os seres sejam felizes, e eu também!

(Preciso de proteção)

Revejo as experiências do passado; as experiências passadas não impedem mais o meu progresso. Ao reconhecer minha origem Divina, começo minha vida novamente, com confiança total e segurança. Pelo poder do Divino, estou sempre seguro. Revelar a minha pessoa é seguro. Amar também é seguro para mim. É seguro ter um peso normal. Posso ter um relacionamento sexual seguro e feliz. A Proteção Divina flui dentro de mim e ao meu redor, sempre, de forma que eu encontro segurança e aceitação em todo lugar. A confiança em mim mesmo e a sensação de segurança crescem a cada dia, graças à minha nova conscientização do amor onipresente de Deus. O Divino amor é meu escudo e companheiro.

(Não tenho controle sobre o que acontece na minha vida. As coisas foram além do limite)

Invoco a ajuda de Deus para restaurar a ordem e o equilíbrio na minha vida. Estou pronto a permitir que a Ordem Divina transforme a minha vida, o meu peso e as minhas experiências atuais. As coisas estão mudando fácil e rapidamente para melhor. Prevalecem a ordem, a harmonia e o equilíbrio, pelo poder do Mais Alto. Agradeço pelo fato de a minha vida estar melhorando agora.

(Tenho uma fome que não consigo satisfazer. Estou insatisfeito)

A Mente Divina sabe exatamente do que eu necessito para me satisfazer, e o Poder Divino pode me proporcionar isso de forma perfeita. Agora eu me preparo para a verdadeira satisfação. O Divino Provedor está trazendo para mim todo o amor e apreciação que eu desejo. Uma avenida perfeita está agora sendo aberta para que eu expresse a mim mesmo. Estou contente e em paz.

(Tenho algo a esconder)

Eu não tenho nada a esconder, pois na Mente Divina eu estou sempre inocente. Os erros do passado foram lavados e carregados para longe nas águas do perdão. Aceito o meu novo começo e agradeço por ele. Deixo que a beleza do meu corpo seja revelada, sabendo que estou sempre cercado pela segurança e proteção do Divino. Pela Divina Proteção, é seguro eu ter o meu peso perfeito. É seguro eu ser atraente. Estou sempre inocente e seguro.

(Tenho que esconder quem eu sou para estar em segurança)

A verdade é que eu sou um ser belo e espiritualmente poderoso. Essa é a minha única identidade verdadeira, e é sempre seguro expressá-la. Eu não temo nem escondo mais o meu poder e a minha beleza; eu permito que meu Eu verdadeiro seja revelado. Permito que o meu corpo tenha um peso perfeito e seja atraente. Posso lidar com o reconhecimento das outras pessoas quanto à minha beleza e poder. Aceito o meu corpo como um magnífico meio para a expressão das nunhas qualidades Divinas. Estou sempre em segurança, pelo poder do Mais Alto.

(Eu gostaria de voltar a ser um bebê)

Eu me coloco sob a proteção Divina e, assim, estou em segurança para aceitar a maturidade. Agora eu estou feliz por ser adulto. Confio no poder de Deus, e assim minhas necessidades são atendidas facilmente e com abundância. Eu gozo a liberdade, os prazeres, as responsabilidades e as oportunidades de ser um adulto. Eu os aceito como uma dádiva Divina. Com a ajuda de Deus, tenho uma atitude madura e confiante diante da vida.

(Sou tão inofensivo quanto um bebê)

Como um ser espiritual, sou forte, poderoso, confiante e maduro. Eu permito que essas qualidades de minha Alma se manifestem agora na minha vida, pelo poder do Todo-Poderoso. Pelo Poder Divino, é seguro para mim demonstrar a minha força. Eu estou em segurança sendo adulto. Com a ajuda de Deus, eu uso a minha força bem e sabiamente.

(Estou mostrando solidariedade para com alguém que é gordo)

Pelo poder do Mais Alto, compreendo que agora eu sou eu mesmo. Eu não sou o meu____________ (quem quer que seja o parente para quem você está demonstrando solidariedade). Eu abençoo o meu____________, e rezo para que quaisquer conexões negativas entre nós agora sejam esclarecidas. Eu me identifico com a saúde, a beleza e o equilíbrio do meu Eu Superior. Aceito meu destino Divino para melhorar e ser feliz.

(Perdi o meu senso de proporção)

Estou recuperando o meu senso de proporção agora. Posso recuperá-lo, porque com Deus tudo é possível. Meu estilo de vida está se tornando equilibrado e harmonioso. Eu dedico a quantidade certa de tempo e atenção a todas as minhas necessidades e facetas da minha vida. Minhas emoções também estão equilibradas; pelo poder do Divino, sempre reajo de forma adequada e com um senso de proporção. Agradeço pelo fato de a Ordem Divina prevalecer no meu mundo interior e exterior. É maravilhoso estar agora novamente em equilíbrio!

(Eu me recuso a me amoldar às suas expectativas)

Pelo poder do Divino, expresso a minha individualidade de maneira benéfica a todos, incluindo o meu corpo. Escolho meios pacíficos para exibir a minha condição ímpar e partilhar minhas opiniões. Respeito as outras pessoas e sou respeitado. A Orientação Divina me dirige para exteriorizar perfeitamente a minha originalidade e independência. Obrigado, Grande Criador, pelo novo e amplo caminho que é aberto para mim agora.

(Quero ser amado pelo que eu sou, não pelo que pareço)

Reconheço que corpo e alma são um continuum da Divina Luz. Meu corpo é bom e é sempre digno de louvor. Estou em paz com meu corpo. Deixo que ele seja tão saudável e atraente quanto possível, como um reflexo da ordem e beleza do Divino. Pelo poder do Divino, é seguro eu ser atraente. Pelo poder do Divino, posso ter um corpo atraente e atrair um companheiro que compreenda e aprecie a minha alma. Eu abandono agora meu pensamento dualístico. Eu estou comprometido com uma compreensão madura da integração entre corpo e alma.

(Minha vida é uma armadilha, minha vida não é nada estimulante)

Agora eu estou mudando a minha atitude diante da vida. Eu aceito a minha vida como uma dádiva Divina para ser usufruída e apreciada com prazer. Estou me comprometendo a ter uma vida longa, saudável e feliz. Eu confio no Divino para que a minha vida seja cheia de experiências de amor, divertimento, prosperidade e expressões de criatividade. Eu agradeço pela dádiva extraordinária da vida!

Selecione a afirmação que você julga ser de maior valia para você atualmente e trabalhe nisso intensivamente por um período de duas semanas. A cada dia, leia em voz alta a afirmação completa pelo menos cinco vezes, aceitando cada sentença com profunda convicção. Quando proferir sua afirmação, tenha sempre em mente o conhecimento de que o universo é fluente, de que estamos evoluindo em direção à perfeição, e de que tudo, portanto, pode mudar facilmente para melhor.

O universo físico realmente está sempre fluindo; até mesmo os objetos naturais que nos parecem tão sólidos, tais como uma cadeira ou uma mesa, na verdade são moléculas em movimento. Nosso corpo também está sempre em mutação; a cada sete anos, cada célula do nosso corpo é substituída por uma nova. Nós podemos nos prevalecer da tendência à mudança, que ê inerente ao nosso universo, para mudar nosso estado espiritual. O processo de mudança do nosso mundo espiritual negativo para outro mais elevado, mais evoluído, pode ser visto como parte da ordem natural das coisas e não precisa necessariamente ser difícil. As afirmações podem nos impelir para um rio de mudanças pessoais e dirigir nosso caminho da maneira que gostaríamos.

Algumas vezes podem surgir em nós sentimentos negativos e objeções a uma afirmação quando a estamos usando. Por exemplo, podemos afirmar "Eu estou contente e em paz" e, de repente, perceber que estamos ansiosos ou infelizes. Nós podemos pensar em todas as razões pelas quais talvez não possamos sentir contentamento ou paz. Quando surgirem esses pensamentos ou sentimentos, simplesmente observe-os, e alegre-se por eles assomarem à superfície. Compreenda que a afirmação está "expulsando" a sua antiga verdade espiritual.

AS AFIRMAÇÕES VÃO MAIS ALTO

Mesmo que as palavras da sua afirmação não pareçam uma descrição precisa do seu estado atual, saiba que elas são verdadeiras no nível espiritual e que sua realidade física logo refletirá essa verdade recém-assimilada. Por exemplo, você pode aceitar a frase "Eu estou contente e em paz" como verdadeira, mesmo que no momento presente você se sinta insatisfeito, porque estar contente e em paz é sempre verdadeiro quanto a você, no nível da Alma. Se você preencher o seu consciente com essa verdade mais elevada em lugar de suas antigas declarações, seu estado atual mudará a fim de refletir a sua consciencia superior, e você ficará contente e em paz.

(Fonte: CAPODILUPO, Lúcia. Emagrecendo pelo poder do espírito
Do livro - Emagrecendo Pelo Poder Do Espirito - Lucia Capodilupo )

segunda-feira, 10 de setembro de 2012

Em busca do meu eu...

Somos pequenos, muito pequenos. Somos apenas poeira em um espaço. Cada um é um universo, mas existe um... Bem maior. Diante da luz, da luz das estrelas, somos pontinhos, pedaços jogados. Nossos problemas são míseros. O infinito é muito mais.

O Infinito... Ah, aquele de tantos significados. Pena que sejam poucos os que saibam o que é sentir o infinito. Porque ele pode ser emoção... Talvez, um devaneio das galáxias; talvez, uma metáfora qualquer.

As estrelas tão solitárias, tão infinitas, tão escondidas e ao mesmo tempo tão a amostra. Somos assim. Às vezes, iluminados; às vezes, escondidos por um nevoeiro.

Caminhamos por tempo e espaço. Nos arrependemos pelas mesmas condições. Antes nos arrependermos por palavras ditas, do que por aquelas que nem ousaram sair de nossas bocas.

Poderia estar em busca da felicidade ou de qualquer outro sentimento. Mas acredito que isso seja perda de tempo. Nada é pra sempre, tudo muda. E por tudo ser tão efêmero que minha busca é outra e talvez, maior.

São tantas dúvidas, tantas incertezas. Tudo é caos. Isso parece um exagero, mas a mente confusa complica, multiplica...

A vida é engraçada. São tantas pegadinhas... Quando tudo parece certo, uma nuvem de poeira estraga tudo. Uma pessoa puxa seu tapete. Ou você simplesmente cai sozinho, tropeça em seu próprio pé.

De repente você chora por tudo, você é uma manteiga derretida. De repente, você não chora por nada e isso te incomoda muito. De repente, sua felicidade vai por água abaixo e você está perdido... Por aí.

Aí vem sempre aquela historinha de uma janela que se abrirá, de um erro que virará ensinamento, de um sofrimento que terá final feliz. Se é verdade ou não, eu não sei... Afinal, estou apenas em busca do meu Norte.





Inspirado na saga de O Guia do Mochileiro das Galáxias de Douglas Adams
Postado por Mariana Mauro
blog:Jovem Mundo

domingo, 9 de setembro de 2012

Assim sou eu...

"Sou forte. Meio doce e meio ácida. Em alguns dias acho que sou fraca. E boba. Preciso de um lugar onde enfiar a cara pra esconder as lágrimas. Aí penso que não sou tão forte assim e começo a olhar pra mim. Sou forte sim, mas também choro. Sou gente. Sou humana. Sou manhosa. Sou assim.

Quero que as coisas aconteçam já, logo, de uma vez. Quero que meus erros não me impeçam de continuar olhando para a frente. E quero continuar errando, pois jamais serei perfeita (ainda bem!). Tampouco quero ser comum e normal. Quero ser simplesmente eu.

Quero rir, sorrir e chorar. Sentir friozinho na barriga, nó no peito, tremedeira nas pernas. Sentir que as coisas funcionam e que tenho que trocar de jeito quando insisto em algo que não dá resultado. Quero aprender e, ainda assim, continuar criança. Ficar no sol e sentir o vento gelado no nariz.

Quero sentir cheiro de grama cortada e café passado. Cheiro de chuva, de flor, cheiro de vida. Aprecio as coisas simples e quero continuar descomplicando o que parece complicado. Se der pra resolver, vamos lá! Se não dá, deixa pra lá.

A vida não é complicada e nem difícil, tudo depende de como a gente encara e se impõe. Quero ser eu, com minha cara azeda e absurdamente açucarada. Não quero saber tudo e nem ser racional. Quero continuar mantendo o meu cérebro no lugar onde ele se encontra: meu coração. E essa é a melhor parte de mim."

( Clarissa Corrêa)